Cuidados com as flores naturais nos bolos

Guia completo de como aplicar flores naturais nas decorações de bolo: quais flores usar, como higienizá-las e mantê-las sempre lindas.

Flores Naturais bolo

As flores naturais são tendências de cake design já há uns anos, ganhando cada vez mais força nas decorações mais elegantes e refinadas de bolos.

Sendo assim, você não pode ficar de fora! Apresentar essa opção irá atrair muitos clientes, mas existem diversos cuidados que devemos ter quando trabalhamos com flores naturais.

Quais flores naturais podemos usar

Não podemos sair pegando qualquer flor para decorar bolo! Você sabe que a higiene e manipulação dos alimentos é etapa crucial, então sabe que cuidamos de cada etapa, desde o preparo à decoração.

Dentre as milhares de espécies, algumas são impróprias para o consumo. Fique longe dessas flores tóxicas porquem causam mal-estar, intoxicação alimentar e até, problemas mais graves.

Flores Tóxicas

Copo de leite, Espirradeira, Bico de papagaio, Dedaleira, Hortência, Azaleia, Lírio, Coroa de Cristo e Antúrio são algumas flores tóxicas. Sem dúvida, sempre é bom pesquisar antes.

Entretanto, nem tudo está perdido. Exitem muitas flores atóxicas, ou seja, que não fazem mal e algumas que podem até ser consumidas desde que sejam cultivadas da forma correta.

Flores Atóxicas

Amor-perfeito, Áster da China, Capuchinha, Dente-de-leão, Boca-de-leão, Hibisco, Cravina, Rosas, Dália, Angélica, Girassol e Centáurea são flores que podemos usar sem medo. Se a intenção for consumir, pesquise bem antes.

Procedências das flores naturais

Sempre prefira as flores de cultivo orgânico, sem qualquer química ou agrotóxico. Afinal, estamos lidando com alimentos, então todo cuidado é pouco. Qualquer deslize, qualquer cliente que passe mal pode acabar com o seu negócio.

Flores Compradas

Se for comprar no mercado ou na floricultura, procure saber se as flores tiveram esse cuidado. Se não estiver claro, evite comprar. Por isso, muitos confeiteiros preferem falar diretamente com cultivadores. Assim garantimos as flores mais bonitas, como também, as mais bem tratadas.

Flores no nosso jardim

Visto que muitas alunas me perguntam, preciso esclarecer se podemos usar ou não as que temos no nosso jardim. Talvez até cultivar para decorar nossos bolos. Tudo depende do cuidado que você tem com essas plantas, pois não adianta a flor ser atóxica se você joga agrotóxicos nela, não é?

Como higienizar as flores

Assim que pegamos nossas flores, hora de higienizá-las. Faça isso com todas, mesmo que confie na procedência. Afinal, a planta ficou exposta por um tempo antes de chegar até você.

Corte a ponta do caule em ângulo de 45°, nunca reto. Segundo os especialistas, o corte reto dificulta a passagem de água e nutrientes pelo caule. Também falam para cortar embaixo da água, evitando que entre ar no caule. Corte também espinhos e folhas pelo caule, deixe somente folha próximo à flor.

Em seguida, lave as flores delicadamente com 1 litro de água e 1 colher de sopa de água sanitária, do mesmo modo que fazemos com frutas e legumes. Sabia que existem marcas de água sanitária próprias para higienizar alimentos? Leia no rótulo da marca!

Flores que duram mais

Assim que estiverem bem limpas, seque suas flores com papel toalha e coloque em um copo ou jarra com água filtrada. Se as folhas ficarem em contato com a água, as flores irão murchar muito rápido.

Uma boa dica também é colocar aquelas misturas de comida para flor ou vitaminas para flor na água, fácil de encontrar em mercado e floricultura.

Para durarem mais, deixe as flores na geladeira até o momento de decorar seu bolo. A temperatura fria irá preservar o frescor da planta, mas nunca coloque em menos de 4º C nem dê choques térmicos nas flores. Lembre-se que têm flores que duram mais e outras nem tanto.

Importante! De 2 em 2 dias, troque a água e corte a ponta do caule novamente, com o tempo ele se cicatriza e impede a passagem da água e dos nutrientes.

Como usar as flores naturais

Vamos decorar? Você comprou as flores certas e teve todo o cuidado com a higienização, agora falta os cuidados na aplicação.

Apenas as flores comestíveis podem ficar em contato direto com os alimentos, ou seja, as flores atóxicas não comestíveis devem ficam protegidas.

Nunca insira o caule dentro do bolo ou do doce!

Corte o caule até sobrar uns 2 ou 3 dedos e use a fita floral, plástico filme ou papel alumínio para envolver todo esse caule. 

O ideal é trabalhar com a decoração de flores no último momento. Se acaso o bolo decorado ficar exposto por muito tempo, você pode usar também ampolas ou tubinhos próprios com água. Dessa forma, irão durar por mais tempo sem murchar. 

Acima de tudo, evite qualquer contato da seiva com o alimento. Coloque um papel para “forrar o bolo” como base das suas flores. As forminhas de doce são suficientes, mas para fazer um lindo buquê use papel e espuma floral no topo do bolo.

Conversando com o cliente

Muitas vezes o cliente já imagina como irá querer a decoração com flores específicas, entretanto nem sempre são as flores que podemos usar. Por isso, o melhor a se fazer é consultar um floricultor ou um botânico. Assim, você terá certeza que essas flores são seguras para a confeitaria.

Outra questão a conversar é o prazo. A maioria dos fornecedores pedirá para você um prazo de antecedência quando for pedir as flores,  esse prazo pode ser de dias ou semanas. Fique atenta!

Por fim, as flores ficam maravilhosas no design. Quanto mais elegantes e exclusivos, maior será o preço cobrado, certo? Esse valor deve ser colocado na conta final, deixe o cliente ciente desse custo a mais.

CUIDADOS| Flores Naturais nos Bolos | Guia Completíssimo

Entre lá no Instagram e veja o que as alunas estão fazendo, como já conquistaram muita coisa boa. 

APROVEITE

Novas Aulas e novo material

Aproveite as condições especiais para pagamento e comece a treinar ainda hoje.

Saiba Mais