Cardápio: maiores erros

Nunca subestime o poder de um bom cardápio! Não adianta ter fotos lindas no Instagram e atrair clientes, se não souber vender.

Erros no Cardápio

Através do cardápio, mostramos quais produtos vendemos. Porém mais do que isso, a nossa rotina de produção estará totalmente ligada ao que colocamos ali.

O cardápio deve ajudar as novas vendas, não o contrário.

Depois que estudou bastante e abriu sua empresa, chega a hora de montar um bom cardápio. Pois com ele, você apresenta de forma simples o seu trabalho, mostra originalidade, oferece promoções e as mais deliciosas opções para seus clientes.

Veja os maiores erros!

Erro 1: Básico

Erros de português no cardápio

Eventualmente erros acontecem. Mesmo que as palavras erradas não tenham nada a ver com a qualidade dos seus produtos, os erros de português passam uma imagem pouco profissional.

Desse modo, erros de português não podem passar!

Mas não se preocupe muito. Afinal, nada impede de verificar se o texto está correto com a ajuda de alguém ou com algum aplicativo que corrige textos automaticamente.

Fotos ruins

Além disso, sempre é bom colocar algumas imagens no cardápio. No entanto, só coloque fotos boas!

Pois, fotos borradas ou muito escuras devem ser evitadas ao máximo pelo mesmo motivo de erros no texto.

Hoje está fácil, os celulares já fazem fotos incríveis, só precisamos saber alguns truques de fotografia. Aqui na Escola de Confeitaria temos um curso básico com essas técnicas: Fotos de Doces que Vendem!

Erro 2: Produtos demais

O erro mais comum é fazer um cardápio com muitos produtos. Certamente, é legal querer oferecer uma variedade maior. Porém o cardápio extenso pode mais atrapalhar do que ajudar, principalmente, se vender online.

Você concorda que vai ter mês que não conseguiremos vender todos os produtos do cardápio?

Sendo assim, se oferecer produtos muito diferentes uns dos outros, sua despensa ficará cheia de ingredientes e embalagens que talvez você não use. Já que dependerá do cliente comprar ou não. Caso consiga clientes, ficará com uma rotina mais corrida porque terá que fazer várias receitas ao mesmo tempo.

CARDÁPIO CERTO

O cardápio precisa trabalhar ao nosso favor, não o contrário!

Então, nós não podemos ficar correndo atrás. Por exemplo, não vale a pena atender todas as opções se isso custar nossas madrugadas, nossa saúde.

Porque em algum momento você estará esgotada, perderá prazos e clientes.

Atenção à regra do 1!

Ou seja, se concentre em um produto principal que será o seu carro-chefe, o produto que mais traz lucro, com algumas outras linhas que você trabalha. Menos é mais. Não há uma regra de quantos produtos é o ideal, apenas deixe o menu equilibrado à sua rotina.

Erro 3: Variações

De fato, o cardápio pode ficar confuso por diversas razões, como: muitos produtos, muitas opções de recheios e por aí vai. Já falamos sobre cardápio extenso, agora iremos conversar sobre as variações. 

Você se lembra de ir em uma sorveteria com mais de 50 sabores sabores?

Nesse caso, ficará mais difícil ela escolher porque são muitas opções de massas, caldas, confeitos e biscoitos que podemos colocar  Se for alguém indeciso, então… lá se vão muitos minutos decidindo.  

Cuidado!

Por isso, listas enormes de opções ou aquele tipo de cardápio “monte você mesmo” nem sempre são uma boa ideia.

Até porque esse tempo longo de escolhas cansa tanto o cliente quanto quem atende. Enquanto você fica ali atendendo a mesma pessoa, poria atender cinco.

Então, limite as opções ou apresente algumas sugestões como “combinações mais pedidas”.

Erro 4: Nomes confusos

Assim como as fotos, os nomes podem ajudar ou atrapalhar a sua venda. Quando for dar nome aos seus doces e sabores, seja objetivo.

Então evite ao máximo colocar dois produtos com nomes muito parecidos na mesma categoria, como “brigadeiro”,  “brigadeiro tradicional” e “brigadeiro gourmet”. Como o cliente vai saber a diferença?

Com relação aos nomes artísticos e criativos, o único cuidado é com a explicação. Por exemplo, você sabe que “Dois amores” é brigadeiro com nutella. Mas, será que todo mundo sabe disso?

Explique-se!

Logo abaixo do nome deixe uma breve descrição, principalmente, sobre os ingredientes. Afinal, há muitas pessoas com as mais diversas alergias por aí.

Além disso, evite colocar palavras rebuscadas ou muito técnicas, como:

“Pâte Brisée de Cheesecake e Coulis de Frutas Vermelhas”

Quantas pessoas vão entender isso? Chega a ser um absurdo! Não fica muito melhor “Cheesecake com calda de frutas vermelhas”?

Isso já basta, não seja muito detalhista. Mas deixe um canal de contato caso alguém tenha dúvidas.

Erro 5: Precificação

A temida precificação! Entretanto, não estamos aqui falando apenas de colocar o valor certo em cada produto.

Como também de cometer o erro de nivelar os preços. Ou seja, o ideal é ter faixas de preço diferentes de acordo com o que nossos clientes desejam.

Como assim, Elô?

Às vezes os clientes querem presentear alguém com doce na Páscoa, no Dia dos Namorados, no Dia das Mães, no Natal. Ou vai querer apenas uma lembrancinha mais em conta ou o contrário, o cliente vai querer algo mais sofisticado mesmo sendo mais caro.

Só uma decoração mais caprichada ou embrulhos bonitos já são suficientes.

Além disso, o preço também contribui para a ideia de valor que as pessoas têm do que você vende. Ou seja, preços muito baixos dão a ideia de produtos com qualidade menor ou menos trabalhados e preços altos passam a sensação de algo refinado de qualidade superior.

Caso tenha dúvidas, quer descobrir porque não está tendo lucro ou quer aumentar esse lucro, faça o curso Lucro Visível!

Maiores erros ao montar cardápio | Confeiteiras Empreendedoras

Inscreva-se no canal do Youtube e acompanhe tudo o que acontece em nossa cozinha.

APROVEITE

Novas Aulas e novo material

Aproveite as condições especiais para pagamento e comece a treinar ainda hoje.

Saiba Mais